Menu

Maria, a primeira discípula missionária

17 OUT 2016
17 de Outubro de 2016
Saiba por que podemos dizer que a Virgem Maria foi a primeira discípula missionária.

A Santíssima Virgem Maria foi a primeira discípula missionária de Jesus Cristo. “Maria, mulher de fé, foi plenamente evangelizada, é a mais perfeita discípula e evangelizadora (cf. Jo 2, 1-12). Ela é o modelo de todos os discípulos e evangelizadores por seu testemunho de oração, de escuta da Palavra de Deus e de pronta e fiel disponibilidade ao serviço do Reino até a cruz”[1]. Em todos os continentes, a Virgem Maria permanece nos ensinando como levar a humanidade para Jesus. No continente latino-americano não poderia ser diferente. Aqui, Nossa Senhora é o selo distintivo da nossa cultura.

Saiba por que podemos dizer que a Virgem Maria foi a primeira discípula missionária.

Nossa Senhora de Guadalupe

Temos um bom exemplo disso no México, onde a figura materna de Nossa Senhora de Guadalupe foi decisiva para que os homens e mulheres da América Latina se reconhecessem em sua dignidade de filhos de Deus. “Mãe e educadora do nascente povo latino-americano, em Santa Maria de Guadalupe, através do Beato Juan Diego, ‘é oferecido um grande exemplo de evangelização perfeitamente inculturada’”[2]. A Santíssima Virgem precede-nos na peregrinação da fé e no caminho da glória, e acompanha a nós que nos dirigimos a ela com amor, até que nos encontremos definitivamente com seu Filho. “Por isso, a invocamos como Estrela da Primeira e da Nova Evangelização”[3].

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

Nossa Senhora, a primeira discípula de Cristo

Maria de Nazaré é a primeira discípula de seu Filho Jesus Cristo e também a primeira evangelizadora da Igreja. “A máxima realização da existência cristã como um viver trinitário de ‘filhos no Filho’ nos é dada na Virgem Maria que, através de sua fé (cf. Lc 1, 45) e obediência à vontade de Deus (cf. Lc 1, 38) assim como por sua constante meditação da Palavra e das ações de Jesus (cf. Lc 2, 19-51), é a discípula mais perfeita do Senhor”[4].

A Virgem de Nazaré esteve intimamente unida ao Pai em seu projeto de enviar seu Filho ao mundo para a salvação da humanidade. Por acolher com fé este desígnio salvífico de Deus, Maria torna-se o primeiro membro da comunidade dos crentes em Cristo e se faz colaboradora no renascimento espiritual dos discípulos. “Sua figura de mulher livre e forte, emerge do Evangelho conscientemente orientada para o verdadeiro seguimento de Cristo. Ela viveu completamente toda a peregrinação da fé como mãe de Cristo e depois dos discípulos, sem estar livre da incompreensão e da busca constante do projeto do Pai”[5]. Verdadeira discípula do Filho, Maria foi formada para estar aos pés da cruz (cf. Jo 19, 25), em comunhão profunda com o projeto de salvação do Pai, e entrar plenamente no mistério da Nova Aliança em Cristo.

Nossa Senhora, a mais perfeita missionária da Igreja

A Virgem Maria, a discípula mais perfeita de Jesus, tornou-se também a mais perfeita missionária da Igreja, Mãe de todos nós, discípulos missionários de Cristo. “A Virgem de Nazaré teve uma missão única na história da salvação, concebendo, educando e acompanhando seu Filho até seu sacrifício definitivo”[6]. Do alto da cruz, Jesus Cristo confiou a nós, seus discípulos, representados pelo Discípulo Amado, o dom da maternidade de Maria, que brotou do mistério pascal de Cristo (cf. Jo 19, 27).

Perseverando, em comum oração com os apóstolos e discípulos de Jesus, à espera do Espírito prometido (cf. At 1, 13-14), Maria “cooperou com o nascimento da Igreja missionária, imprimindo-lhe um selo mariano que a identifica profundamente”[7]. Em virtude de sua maternidade espiritual, a Virgem de Pentecostes fortalece os vínculos fraternos entre nós, estimula a reconciliação e o perdão e ajuda a nós, discípulos de Jesus Cristo, a nos experimentar como família: a família de Deus. “Em Maria, encontramo-nos com o Filho, com o Pai e com o Espírito Santo, e da mesma forma com os irmãos”[8]. Esta comunhão com a Santíssima Trindade e com todos os nossos irmãos em Cristo acontece de modo privilegiado através da oração do Santo Rosário.

Assista programa do Padre Paulo Ricardo sobre “Missão às avessas“: 

Ouça programa do Padre Paulo Ricardo sobre “Missão às avessas”: 

O Santo Rosário da vida dos discípulos missionários

A oração do Rosário da Virgem Maria, iluminada pela Palavra de Deus, facilita a familiaridade com o mistério de Jesus Cristo. Aprendemos com Maria a contemplar a beleza do rosto de Cristo e a experimentar a profundidade de seu amor. Mediante o Rosário, obtemos abundantes graças, recebendo-as das próprias mãos da mãe do Redentor[9]. Com a sua solicitude por todos os seus filhos em suas necessidades, como em Caná da Galileia (cf. Jo 2, 1-11), a Mãe da Igreja ajuda a manter vivas as nossas atitudes de atenção, de serviço, de entrega e de gratuidade, que devem distinguir os discípulos missionários de Jesus Cristo.

A atenção de Maria às necessidades do próximo indica como fazer para que os pobres, em cada comunidade cristã, sintam-se bem acolhidos. Além disso, a solidariedade da Mãe do Senhor para com as necessidades do povo de Deus gera comunhão e educa para um estilo de vida compartilhada e solidária, em fraternidade, na atenção e acolhida do outro, especialmente os mais pobres e necessitados. Esta forte presença da Virgem Maria tem “enriquecido e continuará enriquecendo a dimensão materna da Igreja e sua atitude acolhedora, que a converte em ‘casa e escola da comunhão’ e em espaço espiritual que prepara para a missão”[10].

Saiba por que podemos dizer que a Virgem Maria foi a primeira discípula missionária.

O milagre da imagem de Nossa Senhora de Guadalupe

Nossa Senhora, escola de discípulos e missionários

Assim, em toda a Igreja, especialmente no continente latino-americano e caribenho, a Virgem Maria brilha como imagem acabada e fidelíssima do seguimento de Cristo, como perfeita discípula missionária de seu Filho. Por isso, as igrejas da América Latina e do Caribe se confiam àquela que foi a seguidora mais radical de Cristo e à sua escola de discípulos e missionários. Nesse sentido o Papa Bento XVI nos exortou em Aparecida:

Maria Santíssima, a Virgem pura e sem mancha, é para nós escola de fé, destinada a nos conduzir e a nos fortalecer no caminho que conduz ao encontro com o Criador do Céu e da Terra. […] Permaneçam na escola de Maria. Inspirem-se em seus ensinamentos. Procurem acolher e guardar dentro do coração as luzes que ela, por mandato divino, envia a vocês a partir do alto[11].

Sejamos obedientes e acolhamos a Virgem Maria como nossa mestra, ouçamos a sua voz e inspiremo-nos em seus exemplos, para sermos bons discípulos missionários de Jesus Cristo.

Nossa Senhora de Guadalupe, rogai por nós!

Fonte:http://blog.cancaonova.com/tododemaria/maria-primeira-discipula-missionaria-de-jesus-cristo/

Voltar

catolicajovem.com.br ©  2013-2016

Tenha também o seu site. É grátis!